Grupo Premier

oBlog GP

imagem23-06-2022-00-06-22

Pesquisa mostra que juros bancários estão nos mesmos patamares anteriores à crise • OEconomista

Compartilhar Sem categoria

Pesquisa mostra que juros bancários estão nos mesmos patamares anteriores à crise

Autor: O Economista – 16 de julho de 2009

Pesquisa da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) constatou que houve redução das taxas de juros, nas operações de crédito, em junho. Foi o quinto mês seguido de taxas decrescentes.

Com isso, os juros cobrados pelos bancos retornaram aos mesmos patamares anteriores a setembro do ano passado, quando a crise financeira global se intensificou.

O levantamento foi coordenado pelo vice-presidente da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, que atribui a reversão dos juros bancários a dois fatores. Primeiro, à redução da taxa básica de juros (Selic), que cedeu de 17,75% para 9,25% ao ano, de dezembro de 2008 para cá. Depois, à percepção de melhora do cenário econômico, tanto no país, como no exterior.

Segundo Oliveira, a pesquisa constatou que as condições de crédito, no momento, são semelhantes às condições anteriores à crise, tanto no alongamento dos prazos de financiamento, quanto na redução dos juros. Para o presidente da Anefac, a situação “deve melhorar mais ainda no segundo semestre”, com o aumento do volume de recursos emprestado e a maior flexibilidade nas contratações.

Oliveira segue a percepção geral de economistas nacionais, de que “o pior da crise já passou”, e acredita em novas reduções da taxa Selic até o final do ano, o que, segundo ele, “levará as instituições financeiras a emprestar mais, provocando maior competição de mercado”. A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que definirá a taxa anual, será na semana que vem, dias 21 e 22.

“A nossa expectativa é que o consumidor brasileiro vá conviver daqui para a frente com uma situação nova, de reduções dos juros das operações de crédito em patamares superiores às quedas da taxa básica de juros”, disse ele, lembrando que, durante muito tempo, o consumidor conviveu com reduções das taxas de juros em patamares inferiores às quedas da Selic, e, inclusive, com quedas da taxa e aumento de juros ao consumidor.

Na avaliação de Oliveira, de agora em diante, “deveremos ter reduções das taxas de juros, seja para produção [pessoa jurídica] como para consumo [pessoa física], em patamares superiores às quedas da Selic. Deveremos, inclusive, ter períodos em que a Selic vai ficar inalterada e as taxas de juros das operações de crédito vão ser reduzidas”.

Das seis linhas de crédito pesquisadas, para pessoa física, duas ficaram estáveis em junho, comparado a maio (cartão de crédito e financiamento de veículos) e quatro foram reduzidas (juros do comércio, cheque especial e empréstimo pessoal dos bancos e das financeiras). A taxa de juros média para pessoa física caiu de 7,28% para 7,26% ao mês (131,87% ao ano) e é a menor desde abril de 2008.

Os juros do comércio caíram de 6,10% para 6,06%, o cheque especial cedeu de 7,59% para 7,54%, o empréstimo pessoal de bancos baixou de 5,36% para 5,30% e o empréstimo pessoal de financeiras foi de 11,19% para 11,17% ao mês. O cartão de crédito manteve os juros de 10,68% e o CDC-bancos permaneceu em 2,78%.

Das quatro linhas de crédito pesquisadas, para pessoa jurídica, duas ficaram estáveis (capital de giro e conta garantida) e duas foram reduzidas (desconto de duplicatas e desconto de cheques). A taxa de juros média para empresas baixou de 4,15% para 4,12% ao mês (62,33% ao ano) e é a menor desde janeiro de 2008.

A taxa para desconto de duplicatas caiu de 3,59% para 3,54% e o desconto de cheques baixou de 3,71% para 3,65% ao mês, enquanto os juros para capital de giro se mantiveram em 3,74% e, para conta garantida, permaneceram em 5,55% ao mês.

Stênio Ribeiro – Agência Brasil

, , , ,

Comentários

Ainda não há nenhum comentário para esta publicação. Registre-se ou faça login e seja o primeiro a comentar.

Melhore sua saúde financeira e tenha uma vida melhor
Melhore sua saúde financeira e tenha uma vida melhor

Fonte: www.oeconomista.com.br/pesquisa-mostra-que-juros-bancarios-estao-nos-mesmos-patamares-anteriores-a-crise

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram