Grupo Premier

oBlog GP

imagem04-06-2022-00-06-51

OIT prevê que crescimento do emprego no mundo poderá cair a zero este ano • OEconomista

Compartilhar Sem categoria

OIT prevê que crescimento do emprego no mundo poderá cair a zero este ano

Autor: O Economista – 1 de junho de 2009

O crescimento do emprego poderá cair para zero em 2009, segundo informações da Organização Internacional do Trabalho (OIT). O crescimento mundial do emprego diminuiu para 1,4% em 2008, e a expectativa para este ano é de que o índice fique entre 1% e 0%, segundo as novas projeções da OIT divulgadas na última quinta-feira (28) na sede da organização em Genebra, na Suíça.

A organização estima ainda que o desemprego poderá aumentar em 2009, assim como o número de trabalhadores pobres e de pessoas com subempregos. As novas projeções da organização afirmam que haverá entre 210 e 239 milhões de desempregados no mundo em 2009, ou seja, uma taxa entre 6,5% e 7,4%. Além disso, a crise está sendo mais dura com os jovens: segundo a OIT.

A expectativa é que a taxa de desemprego aumente de 12,2% em 2008 para entre 14,1% a 15,1% em 2009. Apesar dos índices ruins, a OIT estima que sejam criados cerca de 300 milhões de empregos entre 2009 e 2015 para absorver o crescimento da força de trabalho neste período.

De acordo com a Organização, nas economias desenvolvidas e na União Européia a previsão é de uma contração no emprego entre 1,3% a 2,7%. Essa região deverá representar entre 35 e 40 por cento do aumento total do desemprego no mundo, mas deve-se levar em contra que a região tem menos de 16% do total da força de trabalho no mundo.

Já a Europa Central, cujos países que não fazem parte da União Européia, o número de desempregados poderá aumentar em até 35% em 2009. Espera-se que o total do emprego seja reduzido entre 1% e 2,8%. Na Ásia e no Pacífico, prevê-se um aumento pequeno no nível de desemprego, apesar de os trabalhadores e das empresas orientadas para a exportação terem sido muito afetados.

Na Ásia Meridional, o desemprego se aproxima de 5% por cento, embora haja cerca de 15 vezes mais trabalhadores em empregos vulneráveis. A previsão é de que o número de trabalhadores que vivem com menos de dois dólares por dia aumente até 58 milhões entre 2007 e 2009. Na América Latina, a expectativa é de que a taxa de desemprego aumente de 7,1% em 2007 para entre 8,4% e 9,2% por cento em 2009.

A organização não cita os dados específicos relativos ao desemprego no Brasil. A OIT projeta um aumento do desemprego no Oriente Médio de até 25% em 2009, comparado com 2007, e de 13% para a África Setentrional para o mesmo período. As duas regiões, segundo a OIT devem ter um aumento dos empregos vulneráveis. Cerca de um em cada três trabalhadores nestas regiões é um trabalhador vulnerável.

A previsão é de que essa proporção aumente para quatro em cada 10. Na África Subsaariana, cerca de 73% dos trabalhadores têm subempregos e este número pode aumentar para até mais de 77% em 2009. Segundo a OIT, a crise representa uma grande ameaça aos investimentos em infraestrutura e bens de capital, que são muito importantes para o desenvolvimento da região.

A Conferência Internacional do Trabalho vai discutir, entre os dias 3 e 19 de junho, em Genebra, na Suíça, um pacto mundial para dar uma resposta política à crise mundial de emprego.

Agência Brasil / Roberta Lopes

, , , , , , ,

Comentários

Ainda não há nenhum comentário para esta publicação. Registre-se ou faça login e seja o primeiro a comentar.

Aprenda a organizar suas finanças, entenda mais de economia para fazer seu dinheiro render e conheça investimentos para incrementar sua renda
Aprenda a organizar suas finanças, entenda mais de economia para fazer seu dinheiro render e conheça investimentos para incrementar sua renda

Fonte: www.oeconomista.com.br/oit-preve-que-crescimento-do-emprego-no-mundo-podera-cair-a-zero-este-ano

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram