Grupo Premier

oBlog GP

Google Ads ou Facebook Ads? Qual é o melhor?

Google Ads ou Facebook Ads? Qual é o melhor? | Ecommerce na Prática

CompartilharCompartilharTwittarPin0 Compart.

Google Ads e Facebook Ads são, sem dúvidas, as principais ferramentas de anúncios do mercado digital. E, se você está iniciando na área de tráfego pago, é provável que esteja se perguntando qual dos dois é melhor para gerar resultados para uma empresa.

Esse tipo de dúvida é bem comum em quem está começando agora, em especial quando não entendem ainda direito como funciona cada ferramenta. Afinal, uma vez que aprofunda o conhecimento, consegue entender que, embora ambas as ferramentas de tráfego pago tenham objetivos semelhantes, existem diferenças entre Facebook Ads e Google Ads. Elas são utilizadas em espaços diferentes e não são excludentes.

Para te explicar melhor sobre isso, o primeiro passo é conhecer as duas ferramentas e ver o que Facebook Ads e Google Ads podem proporcionar. Vamos nessa!

Índice:

Facebook Ads: o que é e como funciona

Facebook Ads é a plataforma de mídia paga do Facebook, Instagram, Messenger e Audience Network. Por meio dela, você consegue criar anúncios em diferentes formatos (vídeos, imagens, formulários). Além disso, com a segmentação da ferramenta, consegue impactar exatamente o público que deseja – a persona do negócio.

E isso é feito dentro do Gerenciador de Negócios do Facebook (ou, em inglês, Facebook Business Manager), que está disponível para qualquer empresa que tenha uma Página (Facebook Page) dentro da plataforma, basta fazer o cadastro. Nós temos um artigo que explica o passo a passo para fazer esse cadastro dentro do Gerenciador de Negócios.

Uma vez que você faz isso, terá acesso a uma série de ferramentas que o Gerenciador oferece, inclusive a função de anúncios.

Como qualquer planejamento, o plano de anúncios também começa com a escolha do objetivo de campanha. Há 6 tipos, são eles: reconhecimento, tráfego, engajamento, cadastros, promoções do aplicativo e vendas. Cada um é focado em um estágio da jornada de compra (aprendizado/descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra).

Conheça os objetivos de campanha do Facebook Ads

Objetivo de Reconhecimento – Ideal para quem está querendo fazer uma campanha de branding, pois vai mostrar os anúncios para pessoas com maior chance de lembrá-los. A ideia aqui é apresentar a marca, o produto ou serviço. Devemos usar no estágio 01 do funil de vendas, que é o de aprendizado e descoberta.

Objetivo de Tráfego – Deve ser usado para direcionar as pessoas para uma página fora do Facebook. Esse tipo de campanha deve ser feita para atingir pessoas dos estágios 02 ou 03 do funil de vendas, que são reconhecimento do problema e consideração da solução, pois com esse objetivo vai conseguir levar as pessoas até o seu espaço (site), mas não há garantia que elas vão converter.

Objetivo de Engajamento – Deve ser usado para gerar interações com a marca e assim como o de reconhecimento é mais focado em promover a marca/produto/serviço. Esse objetivo pode ser explorado no momento de consideração da solução para que as pessoas entendam bem o que a marca tem a oferecer e se envolvam com a solução oferecida por você.

Objetivo Cadastro – Devemos usar esse objetivo para construir uma base de pessoas interessadas no seu produto ou serviço. É o objetivo que te ajudará a transformar os seguidores em leads (pessoas com alto potencial de comprar algo com você).

Objetivo Promoção do aplicativo – Deve ser usado para promover a instalação do aplicativo da marca para qual trabalha. Esse objetivo não tem uma etapa do funil de vendas específica.

Objetivo Vendas – Devemos usar esse objetivo quando há a intenção de vender algum produto ou serviço. Esse objetivo é claramente para a última parte do funil de vendas, a decisão de compra, pois com ele focado em trazer pessoas que possuem maiores chances de comprar seu produto ou serviço.

Facebook Ads: Criando uma campanha 

Depois de escolher o objetivo, você vai nomear a sua campanha, definir o orçamento, posicionamento e o público. E esse último elemento é o maior tesouro do Facebook Ads, pois é possível dentro dele fazer uma segmentação poderosa. 

Essa segmentação tem opções de escolha de faixa etária, gênero, localização, interesses e comportamentos das pessoas que você pretende impactar com os anúncios.

Depois de criar a segmentação, você irá para a última etapa, que é onde colocará os criativos (vídeos, imagens e textos) para atrair as pessoas a realizarem as ações que você deseja.

Vantagem e Desvantagem do Facebook Ads

Como qualquer ferramenta, o Facebook Ads tem vantagens e desvantagens. Na nossa visão, a vantagem, além de te permitir rodar anúncios nas principais redes sociais do mundo (o Facebook sozinho tem 2.7 bilhões de usuários ativos por mês), é o acesso a uma segmentação poderosa, o que fará você chegar exatamente nas pessoas que precisa.

A grande desvantagem do Facebook Ads é o custo da mídia. Nos últimos anos, o preço de anúncios online vem subindo de forma geral, não é algo que aconteceu só com o Facebook, mas o resultado que antes era possível conseguir com um investimento bem menor hoje já é mais difícil.

Fora isso, com a implementação de novas políticas de acesso a dados e a mudança da política do IOS 14, a leitura do Facebook a respeito do comportamento do público foi diretamente afetada, impactando também os resultados das campanhas.

Google Ads: o que é e como funciona

Google Ads é a ferramenta de anúncio do Google que permite criar anúncios para rodar dentro do site da companhia. Esses anúncios podem ser veiculados na Rede de Pesquisa, em canais de parceiros (Rede de Display) e em outras soluções Google, como Youtube e Google Shopping

O Google Ads permite que você explore formatos de texto, imagem e vídeo, tudo vai depender de qual tipo de campanha você escolher, como Rede de Pesquisa, Rede de Display, Smart, Shopping, Vídeo, Discovery e App.

No Google Ads, dividimos as campanhas em grupos de anúncios e cada um desses é composto por um grupo de palavras-chave. Essas palavras-chaves são previamente separadas em uma planilha. Nela, devemos colocar todas as variações (plural e singular). Assim, conseguiremos captar o máximo possível de formas de buscas do usuário. 

Além disso, é necessário colocar nessa planilha o custo médio das palavras-chave relevantes para a sua campanha.

Google Ads: Criando uma campanha 

O primeiro passo para criar uma campanha é criar uma conta no Google Ads. Para isso, você só precisará ter uma conta no Gmail e ir no site do Google Ads. Lá você vai encontrar o botão “Inscreva-se no Google Ads” e, depois disso, irá aparecer o botão “Nova Conta Google Ads”. Feito isso, você poderá partir para a fase de preparação da campanha.

Como falamos no tópico anterior, você deve criar uma planilha com as palavras-chave mais relevantes para o seu produto/serviço e colocar todas as variações possíveis. Para te ajudar com isso, você deve usar a ferramenta “Planejador de Palavras-Chave” (ou Google Keyword Planner, em inglês), que fica dentro do Google Ads. Assim, você conseguirá cobrir o máximo de possibilidades de busca dos usuários.

Em seguida, você partirá para a criação da campanha em si. Para começar, você deve ir no botão “Nova Campanha”. Depois irá na opção “Criar uma campanha sem meta”, escolherá o tipo de campanha (Rede de Pesquisa, Smart, Rede de Display, Vídeo, Discovery, App e Shopping) e o resultado desejado (ligações, visitas em site e downloads de apps).

Depois você irá definir orçamento, local, idioma e a segmentação do público-alvo, mas tenha atenção, pois esse último não deve ser feito caso tenha escolhido a opção Rede de Pesquisa.

Ao concluir essa etapa, você irá começar a criar os grupo de anúncios. 

Em cada um, colocará uma coluna que criou lá na planilha com uma palavra-chave específica e suas variações. Essas variações poderão ser de singular e plural ou na ordem das palavras. Além disso, você deverá colocar nessa parte o tipo de correspondência de cada palavra-chave (exata, frase e ampla).

Por fim, você vai precisar escrever opções de títulos e descrições explorando os benefícios do produto/serviço.

Vantagem e desvantagem Google Ads

A grande vantagem do Google Ads vs Facebook Ads é que os anúncios do Google Ads aparecem para pessoas que estão de fato já buscando pelo produto ou serviço que você estará ofertando. Portanto, costumam estar mais preparadas para a compra.

Agora a desvantagem o Google Ads é que não tem um recurso de segmentação tão preciso quanto o do Facebook Ads. Isso faz com que não tenhamos controle sobre quem iremos impactar com nossos anúncios, o que acaba nos obrigando a colocar uma comunicação mais genérica nos anúncios, pois não chegará somente para as nossas personas.

Google Ads ou Facebook Ads: Qual é o melhor?

Depois de tudo isso, chegamos àquela resposta sobre Google Ads ou Facebook Ads… E a verdade é que DEPENDE! Depende, por exemplo, de quem é o seu público, qual fase do funil de vendas você deseja impactar e o estágio que a sua marca se encontra…

Vamos explicar:

Antes de decidir a mídia, você precisa conhecer o público, pois só assim saberá onde ele estará e consequentemente onde deverá investir.

O Facebook tem mais de 2 bilhões de usuários ativos por mês, mas isso só é relevante se o seu público-alvo estiver dentro desse número. Caso contrário, nem vale a pena criar anúncios nessa plataforma… Mas não se esqueça que o Instagram usa o mesmo sistema de anúncios do Facebook.

Também é importante levar em consideração a fase do funil de vendas que deseja impactar. Se a sua ideia é aumentar o alcance da marca e torná-la mais conhecida, é melhor investir no Facebook Ads, pois com ele você consegue impactar pessoas que estão em níveis mais iniciais do funil de venda. 

Agora, para gerar vendas a curto prazo, indicamos o Google Ads, pois há a opção de Rede de Pesquisa, onde as pessoas buscam por um produto e serviço em busca de reviews e informações.

Além disso, é preciso levar em consideração o estágio da marca no mercado. Se a marca for muito nova, dificilmente alguém vai clicar no anúncio no Google Ads, pois as pessoas darão preferência para marcas que elas já conhecem, que dão a elas maior segurança.

Para marcas novas, o recomendado é explorar anúncios no Facebook Ads, pois nas redes sociais as pessoas estão mais propensas a dar uma chance para novidades.

Quer aprender mais sobre Facebook Ads e Google Ads?

Temos um módulo completo sobre cada um desses assuntos dentro da nossa Formação em Analista de Ecommerce, todos ministrados pro profissionais do mercado de Ecommerce com anos de experiência.

Saiba mais sobre a Formação em Analista de Ecommerce e torne-se um profissional completo, pronto para trabalhar em um dos mercados que mais crescem no mundo!

Quero conhecer a Formação em Analista de Ecommerce

A maior escola de Ecommerce do Mundo.

CompartilharCompartilharTwittarPin0 Compart.

Fonte: ecommercenapratica.com/blog/google-ads-ou-facebook-ads

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram