Grupo Premier

oBlog GP

Como usar SEO para melhorar anúncios no Google Ads

Como usar SEO para melhorar anúncios no Google Ads | Ecommerce na Prática

Compartilhar18CompartilharTwittarPin18 Compart.

Se você já faz campanhas de anúncios através do Google Ads, é possível que já tenha encontrado dificuldades para gerar conversões. E, caso ainda não faça, está perdendo um canal de audiência e tráfego gigantesco. Seja qual for o caso, o uso de técnicas de SEO é fundamental para melhorar os anúncios e fazê-los serem encontrados mais vezes.

A primeira coisa que você deve que entender é que o objetivo dos dois fazem parte da estratégia de marketing de gerar tráfego para sua empresa. A diferença está na maneira em que os dois atingem esse objetivo.

O SEO utiliza técnicas para fazer com que o site seja encontrado de forma orgânica nos buscadores, como o Google. Essa estratégia é fundamental para sua empresa ganhar visibilidade no mundo digital e, consequentemente, gerar mais leads, clientes e vendas.

O Google Ads, por outro lado, é uma ferramenta de anúncios que busca atingir um segmento específico de público-alvo. Para atingir esse objetivo, a ferramenta exige um investimento monetário.

Mas como ambos têm como objetivo a geração de tráfego, podemos afirmar que as suas estratégias se completam. Contudo, como o SEO pode ajudar na criação de anúncios melhores no Google Ads? É sobre isso que falaremos nesse artigo.

Tráfego Pago e Tráfego Orgânico

Antes de falar como um pode ajudar o outro, preciso deixar clara a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico. Sem esses dois conceitos bem definidos na sua cabeça, fica mais difícil de compreender a conexão entre SEO e Google Ads.

Toda empresa que tem a internet como canal precisa gerar tráfego. Isso significa fazer com que o maior número de pessoas possível veja e entre no próprio site.

Existem diferentes formas de gerar tráfego. Tudo depende do tempo e do investimento que a empresa tem à disposição para implementar sua estratégia.

O SEO é a estratégia mais barata e que requer um período de tempo razoável para que comece a gerar resultados. O SEO nada mais é que um conjunto de técnicas que procuram otimizar o site para que ele apareça primeiro nos resultados de pesquisa de buscadores como o Google.

Nesse artigo, você encontra tudo que precisa saber sobre SEO.

O SEO ajuda a alcançar o que chamamos de tráfego orgânico, que é aquele gerado por meio de buscas ativas dos internautas.

Quando eles digitam uma pergunta ou termo no buscador (Google, Bing…) e clicam nos links que aparecem no resultado, significa que encontraram aquele site de forma natural, orgânica. 

A outra estratégia para gerar tráfego consiste em atingir esse objetivo através de um investimento. Ela é voltada para empresas que desejam resultados de conversões e cliques mais rapidamente, e que estejam dispostas a gastar dinheiro com isso.

Por conta desse investimento que é feito, o tráfego gerado a partir dessas campanhas é chamado de “tráfego pago”. Uma das melhores ferramentas para esse serviço é o Google Ads.

O que é o Google Ads

O Ads é uma ferramenta do Google voltada exclusivamente para a publicidade. Líder no mercado desde que surgiu, o Google Ads cria anúncios segmentados a partir de uma palavra-chave para atingir o usuário no momento em que ele estiver realizando uma busca.

Esses anúncios aparecem em forma de links patrocinados

Já percebeu que em toda pesquisa que você faz no Google, os primeiros resultados vêm sempre com uma pequena etiqueta escrita: “Anúncio”?

Eles sempre aparecem no topo da pesquisa por um motivo: foi feito um investimento para que aparecessem antes dos resultados orgânicos.

Google Ads
Google Ads

O tráfego pago, portanto, é a maneira de fazer os clientes chegarem até o seu site através de um investimento.

Diferente do SEO, que faz o conteúdo aparecer no topo das pesquisas através de técnicas que requerem tempo, o Google Ads faz isso prontamente, com o custo de um investimento.

O Ads permite que os anúncios sejam segmentados para serem exibidos somente para os usuários com maior potencial de conversão. Ou seja, para pessoas que estejam pesquisando por assuntos relacionados à palavra-chave escolhida.

Como o SEO pode ajudar a criar bons anúncios no Google Ads

Apesar de serem estratégias que se baseiam em princípios diferentes, é possível se aproveitar dos conceitos do SEO para otimizar os anúncios do Google Ads. Afinal, tudo na internet está de certa forma integrado.

As pessoas recorrem ao Google para procurar necessidades que elas estão tendo naquele momento. Pode ser um produto, serviço ou um conteúdo.

Na hora de redigir seus anúncios, é importante pensar que sempre terá outra pessoa tentando atingir o mesmo público que você.

Portanto, a primeira pergunta que você deve se fazer na hora de escrever o seu anúncio é: 

“O que eu tenho de diferente para falar para convencer o consumidor de que a minha solução é a melhor para a sua necessidade?”

Se o usuário estiver procurando uma calça jeans, o que pode dizer da calça jeans que você está vendendo que possa convencer o usuário de que ela é a melhor opção? Essa é a reflexão que deve fazer ao redigir seus anúncios.

Selecione bem as Palavras-chave e as Palavras-chave negativas (h3)

Como já disse, os anúncios feitos no Google Adwords são baseados em palavras-chave. Elas precisam ser pensadas baseadas em como as pessoas pesquisam na internet.

Se a sua campanha estiver impulsionando pneus de carros 4×4, sua palavra-chave deve ser algo pensado em como as pessoas pesquisariam por isso.

Existem várias ferramentas que podem te ajudar a escolher suas palavras-chave. O Google Trends e o Google Keyword Planner, por exemplo, analisa a popularidade das principais consultas de pesquisa do Google.

Nessas ferramentas gratuitas, é possível identificar a tendência dos termos mais utilizados pelas pessoas nas pesquisas dentro do Google. A partir dessa informação, fica muito mais fácil escolher palavras-chave pertinentes para o seu anúncio.

Ao mesmo tempo que você tem que selecionar palavras-chave pertinentes para incluir na campanha, você também precisa pensar em palavras que devem ser deixadas de fora.

No caso dos pneus de carros 4×4, você não quer que o seu anúncio apareça para alguém que esteja procurando por pneus de caminhão, por exemplo.

Esses termos são denominados “palavras-chave negativas”.

O objetivo dos anúncios feitos no Google Ads é atingir um público bem específico e segmentado. Portanto, não faz sentido incluir termos que sejam opostos ao propósito do anúncio.

Vamos dar outro exemplo para ajudar no entendimento:

Digamos que você queira fazer um anúncio que tem como objetivo alavancar uma campanha que vende pacotes turísticos para viagens domésticas.

Nesse caso, não faz sentido pessoas que pesquisem por “turismo internacional” serem atingidas pelo seu anúncio. Portanto, termos como “internacional” devem ser incluídos como palavras-chave negativas.

Personalize várias vezes o mesmo anúncio

No Google Ads, é possível fazer várias versões do mesmo anúncio, com o objetivo de atingir diferentes públicos. 

Às vezes, o produto ou conteúdo que está sendo anunciado tem como público-alvo pessoas com desejos diferentes entre si. Por isso, a comunicação para atingir todas essas pessoas deve ser feita de forma diferente uma da outra.

Às vezes, as vantagens que são importantes para uns, não são tão relevantes assim para outros.

Por exemplo:

Vamos imaginar que você esteja vendendo um sofá que custa 300 reais, e que o seu concorrente vende um parecido por 350 reais.

Na hora de redigir o anúncio, você certamente colocará o preço em destaque para mostrar que você oferece um preço mais acessível que o seu concorrente.

Contudo, para algumas pessoas, o preço não é a coisa mais importante. Talvez, para alguns, o prazo de entrega seja mais importante naquele momento do que quanto ele vai pagar pelo sofá.

Por isso, é bom personalizar esse mesmo anúncio dando foco para o seu prazo de entrega. Dessa forma, as pessoas que precisam do seu produto com mais urgência serão também atingidas pela sua campanha.

Para quem faz campanhas locais, é importante otimizar o conteúdo do anúncio de acordo com a localização do usuário.

Esse tipo de otimização é importante, pois:

  • você personaliza o anúncio para cada público ou situação, o que torna maior a aproximação entre marca e cliente;
  • é possível ter uma clareza maior de quais anúncios de uma campanha estão sendo mais eficazes e quais precisam ser mais ajustados.

Fique atento à correspondência ampla

Se você é familiarizado com o Google Adwords, provavelmente conhece o recurso “correspondência ampla”.

Esse recurso faz com que seus anúncios apareçam nos resultados de pesquisas que não utilizam precisamente a palavra-chave escolhida, mas que estão de alguma forma relacionadas com ela.

Digamos que você esteja pesquisando por “fondue de queijo”. Se aparecer um anúncio de fondue de carne, você clicaria nele? Não.

Por isso, é muito importante pensar com cuidado nas palavras-chave relacionadas ao público-alvo que deseja atingir. Elas devem ter relação com o seu anúncio.

Nesse caso, “fondue” é uma correspondência ampla, pois atinge pessoas que estejam pesquisando por:

  • fondue de queijo;
  • fondue de carne;
  • fondue barato;
  • tudo sobre fondue.

Esse termo é muito amplo, portanto pode ter baixas conversões, ou até nenhuma.

É muito mais aconselhável escolher termos específicos para o seu produto, pois assim é gerada menos correspondência ampla e, consequentemente, mais conversões.

No caso do Fondue, bons termos para colocar no grupo das palavras-chave são:

  • fondue de queijo emental;
  • fondue de queijo estepe;
  • acompanhamentos para fondue de queijo;
  • receitas de fondue de queijo;
  • entre outros.

Isso é importante pois cada pessoa tem um jeito diferente de pesquisar na internet. Dessa forma, todas as variações possíveis da palavra-chave são atingidas pelo anúncio.

Faça bom uso das extensões

Quem trabalha com SEO sabe da importância dos CTAs, ou “Call to action”. Eles são links ou botões que levam a pessoa que está consumindo um conteúdo a realizar uma determinada ação.

Seja comprar alguma coisa, ser direcionado a um artigo ou assinar uma newsletter, por exemplo.

Os CTAs mantém o usuário engajado com o conteúdo do site, portanto são fundamentais para uma boa estratégia de tráfego orgânico. No Google Ads, os CTAs são as extensões do anúncio. Na ferramenta, é possível colocar até 10 extensões, que geralmente exaltam os atributos únicos do seu negócio.

Extensões Google Ads
Extensões Google Ads

As extensões são esses termos em azul que ficam abaixo da meta descrição.

Elas são importantes para anúncios pois disponibilizam mais informações que o público quer saber, o que aumenta as taxas de conversão. Esses recursos são gratuitos e não alteram em nada o valor do clique da sua campanha.

Tome cuidado ao comparar as conversões

Ao analisar seus resultados no Google Analytics, você pode encontrar taxas de conversões bem diferentes das apresentadas pelo Google Ads.

Isso porque as duas ferramentas utilizam parâmetros diferentes de acompanhamento. Portanto, quando perceber essa discrepância entre os dados do Analytics e do Ads, não se desespere!

Existe uma página, que foi disponibilizada pelo próprio Google, que trata exatamente de todas as dúvidas que podem surgir em relação a esse tipo de comparação.

Lá você pode encontrar as diferenças entre atribuição, data de transação, atualizações de relatórios, número de conversões, diferentes dispositivos e outros fatores que influenciam nessa diferença de dados.

Quanto a conversão de cliques, os resultados do Google Ads devem ser levados mais em consideração do que os do Analytics. Mas isso não significa que não é importante analisar também os dados da outra ferramenta. Eles podem te ajudar a obter melhores resultados.

Aumente seu tráfego exponencialmente

Agora que você já entendeu que técnicas de SEO e Google Adwords funcionam juntos, tenho certeza que o seu marketing digital alcançará resultados cada vez melhores.

Só porque um é baseado em tráfego orgânico e o outro em tráfego pago, não significa que os dois não podem e devem estar integrados em sua estratégia.

Portanto, utilize as ferramentas de publicidade do Google Ads para otimizar as suas técnicas de SEO. Dessa maneira, você atingirá cada vez mais pessoas tanto pelo tráfego orgânico quanto pelo tráfego pago.

Como sabemos, o conhecimento é a chave para ter acesso às melhores estratégias para obter melhores resultados. Por isso, não se limite ao que você aprendeu aqui.

Com o conhecimento certo, você conseguirá produzir anúncios de qualidade, que multiplicarão o número de acessos à sua loja e aos seus produtos.

Assinando a Lista VIP do Ecommerce na Prática, você recebe mais conteúdo como esse de forma GRATUITA, que podem te ajudar a tirar suas ideias do papel e alcançar o sucesso!

Não perca tempo e assine a nossa Lista VIP! É de graça!

QUERO RECEBER CONTEÚDO GRATUITO!

A maior escola de Ecommerce do Mundo.

Compartilhar18CompartilharTwittarPin18 Compart.

Fonte: ecommercenapratica.com/blog/como-usar-seo-para-melhorar-anuncios-no-google-ads

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram