Grupo Premier

oBlog GP

Como lidar com a sazonalidade no ramo alimentício

Como lidar com a sazonalidade no ramo alimentício | Ecommerce na Prática

Compartilhar23CompartilharTwittarPin23 Compart.

Todo empreendedor sabe que há períodos melhores e outros piores para seu negócio. No ramo alimentício, a sazonalidade é percebida não apenas pelo fluxo de clientes, mas também porque há a necessidade de trabalhar com alimentos que variam bastante o preço durante o ano. Veja como você pode lidar melhor com esses fatores:

sazonalidade
sazonalidade

Conheça seu produto

Para quem trabalha com alimentos, insumos podem representar mais de 35% do faturamento. Por isso, é fundamental que se leve em conta a variação de oferta e de preço dos ingredientes. O empreendedor tem que saber quais produtos oferecidos em seu cardápio serão afetados pela sazonalidade, e quanto isso custará para o negócio. Por exemplo: você faz delivery de pizza de abacaxi. É crucial saber que entre novembro e dezembro, essa fruta é encontrada com mais facilidade e custa menos. Quando for precificar, deve levar em conta o custo do abacaxi para o ano todo, fazendo uma média para garantir uma boa margem de lucro. Nesse sentido, se seu negócio é vender doces, também é interessante saber que a temporada das nozes é entre outubro e dezembro, o que explica a presença marcante em festas de Natal e Réveillon.

 

Crie oportunidade a partir da sazonalidade

A variação de produtos pode ser uma grande oportunidade de fazer testes e variar o cardápio. Que tal fazer uma carta especial de Natal, que envolva nozes, romãs e outros desses ingredientes? Outra ideia seria oferecer sucos, vitaminas e drinks com frutas exóticas de acordo com a estação. Não apenas uma oportunidade de criar um fator novo para estimular o consumo, também é uma chance de criar novidades para divulgar nas redes sociais e atrair possíveis clientes. Além disso, o número de vendas vai dizer quais itens do cardápio especial podem ser mantidos o ano todo (mesmo que o custo do produto se eleve), quais não tiveram boa aceitação e também aqueles que podem ser aproveitados todo ano, mas apenas em uma época específica.

 

Esteja atento à relação com fornecedores

O fornecedor é um grande parceiro de qualquer negócio. É uma relação mútua, em que ambas as partes prosperam quando cumprem o que prometem e são honestas. É importante saber negociar os melhores preços e se informar com ele sobre possíveis oportunidades. Por exemplo: talvez o fornecedor esteja com um lote maior de determinada fruta do que conseguirá vender. É uma chance de conseguir insumos a um preço menor. Entretanto, se ele estiver com estoque baixo, vai querer cobrar mais. Simples oferta e procura. Nesse caso, talvez seja interessante pensar em alternativas para substituir o produto.

Em caso do seu negócio querer fazer testes, é interessante deixar o fornecedor de sobreaviso. Digamos que você optou por fazer caipirinhas de romã no fim do ano, para aproveitar a sazonalidade. A princípio, você não sabe como seus clientes vão reagir à novidade. Por isso, converse com o fornecedor sobre a possibilidade de comprar a fruta em lotes, sem alterar muito o preço. Compre aos poucos e vá tentando entender a demanda para evitar que insumos fiquem encalhados, gerando desperdício e perda de dinheiro.

 

Gostou das dicas? Clique aqui para receber todo o nosso conteúdo.

 

A maior escola de Ecommerce do Mundo.

Compartilhar23CompartilharTwittarPin23 Compart.

Fonte: ecommercenapratica.com/sazonalidade-ramo-alimenticio

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram