Grupo Premier

oBlog GP

Como começar a vender artesanato na internet: primeiros passos

Como começar a vender artesanato na internet: primeiros passos | Ecommerce na Prática

Compartilhar4KCompartilharTwittarPin34K Compart.

Fazer artesanato é uma arte que poucos dominam. E vender artesanato é outra que menos ainda dominam.

E esses poucos há algum tempo ainda encontravam dificuldade de conseguir fazer o seu trabalho ganhar reconhecimento. Cada peça de artesanato tem uma identidade própria, é exclusivo, original.

Por isso, vender artesanato é uma forma de levar sua marca registrada mundo a fora. 

Como vender artesanato na Internet
Como vender artesanato na Internet

A chegada da internet vem diminuindo essa dificuldade com o passar do tempo, e hoje vender artesanato na internet virou uma realidade.

Esse nicho cresce e faz mais sucesso a cada ano que passa. No Ecommerce, artistas de todos os cantos encontraram a maneira de divulgar seus produtos, ou melhor, suas obras de arte.

As oportunidades são infinitas. Mas é bom saber como funciona o mercado para fazer com que seu artesanato tenha a visibilidade que merece e alcance as vendas que você almeja.

Nesse artigo, vou te mostrar o passo a passo completo para vender artesanato na internet e fazer dessa prática uma boa ou a sua principal fonte de renda.

Índice:

Onde vender artesanato na internet

Para vender qualquer produto na internet, a primeira coisa que você deve se perguntar é se vai construir sua própria loja virtual ou se vai vender apenas em marketplaces.

Vender artesanato na internet
Vender artesanato na internet

Para o artesanato, as duas opções funcionam. Nós, aqui do Ecommerce na Prática, aconselhamos quem está começando a começar pela venda em marketplaces.

Isso porque uma das coisas mais importantes, se não a mais importante a ser levada em consideração quando se quer vender algo na internet é o tráfego.

Se as pessoas não veem seu produto, como elas irão comprá-lo?

Os marketplaces funcionam melhor para quem está começando porque já têm um tráfego já bem estabelecido.

A menos que você tenha uma boa quantia para investir em anúncios, os marketplaces são sua melhor opção para começar a vender artesanato na internet.

Marketplaces

São os grandes shoppings virtuais. São neles que você encontra a maior variedade de produtos, de diferentes marcas e lojas.

Vender artesanato em marketplace
Vender artesanato em marketplace

É onde está concentrado 80% de todo o faturamento do Ecommerce do país. E os grandes marketplaces já anunciaram que o investimento para os próximos anos estará voltado para vendas de terceiros.

O que isso significa? Significa que pequenos lojistas como você terão cada vez mais oportunidades de vender seus produtos dentro desses grandes shoppings virtuais.

E como já disse anteriormente, é nos marketplaces que o tráfego já está bem estabelecido, o que é o mais importante a ser levado em conta na hora de se vender qualquer coisa na internet.

Mas quais são os melhores marketplaces para se vender artesanato na internet? Listei os melhores para você.

Elo7

Um dos pioneiros na venda de artesanato na internet, o Elo7 é sem dúvida o primeiro marketplace que você deve levar em consideração na hora de escolher onde começar a vender artesanato.

O site inteiro é voltado para itens e artigos de decoração. Ou seja, todos os seus consumidores estão lá querendo produtos de artesanato.

No site, você encontra todas as categorias no lado esquerdo. Desde acessórios e convites até materiais para artesanato, como papel e scrapbooking.

Aqui no blog nós já falamos sobre como vender no Elo7

Mercado Livre

O Mercado Livre, maior marketplace do Brasil, não tem uma categoria específica de produtos que são comercializados nele.

Lá você encontra literalmente de tudo. Tanto de grandes lojas como de pequenos lojistas como você.

Quando vai explorando as categorias, você se depara com a ala “Arte e Artesanato”. É lá que você encontra tudo relacionado ao universo do artesanato para se vender e comprar.

Como falamos antes, o Mercado Livre não é voltado para o artesanato. Mas como ele não é específico em nenhuma categoria, e onde se encontra o maior público de consumidores dos marketplaces, é uma boa plataforma para se vender artesanato.

Aqui no blog nós também já falamos sobre como vender bem no Mercado Livre.

Tanlup

Semelhante ao Elo7, o Tanlup é mais voltado para artigos de artesanato e decoração. Portanto é outra boa opção para a venda de artesanato.

Com uma grande variedade de categorias dentro do universo do artesanato, esse marketplace é um dos lugares que muitos artesãos vão em busca de materiais e outros produtos necessários para o ofício da sua profissão.

Desde bolsas e mochilas até papelaria e suprimentos, o Tanlup é o marketplace para se vender tudo relacionado a artesanato.

Que Barato

O Que Barato se assemelha mais ao Mercado Livre, em termos de especialização. Por não ter um nicho específico de produtos, é um marketplace que os consumidores são também bastante diversificados.

Mas, assim como o Mercado Livre, o Que Barato concentra uma grande quantidade de consumidores, o que significa muito tráfego, que pode gerar em conversões.

Não há marketplace certo para se vender artesanato. O que acontece é que alguns concentram um público mais específico do que outros. Logo, a chance de uma conversão mais rápida é maior em marketplaces mais específicos.

Sua própria Loja de artesanato na internet

Parece assustador, não é mesmo? Ter que construir sua própria plataforma de loja virtual. Mas, na verdade, não é nenhum bicho de sete cabeças. Contudo, é necessário um certo conhecimento técnico para levantar todo um sistema de venda online.

Vender artesanato em loja virtual
Vender artesanato em loja virtual

Se você não tem esse conhecimento, existe hoje a opção de alugar uma loja virtual já pronta. Como funciona isso? Vou te mostrar.

Alugue sua loja virtual de artesanato

Muitas empresas apostam no aluguel de lojas virtuais para facilitar a vida do empreendedor que deseja ter seu Ecommerce e não dispõe do conhecimento técnico para montar sua própria loja virtual.

Dessa maneira, o lojista fica encarregado apenas de administrar a vitrine da sua loja à maneira que achar conveniente.

Em sua grande maioria, as plataformas que dispõe o serviço de locação de loja virtual oferecem pacotes mensais. Eles são bem padronizados e não são difíceis de se entender.

Há serviços específicos para quem quiser maior liberdade de customização, mas a organização técnica já vem pronta para quem adquirir já começar a tocar seu Ecommerce.

Os valores variam de acordo com a plataforma.

Existem lugares que cobram apenas 30 reais, assim como outros que cobram valores bem mais altos. Esses, por sua vez, oferecem maior liberdade de customização e outros recursos ao lojista.

  • O Ipoom Web oferece três planos que variam de R$79 a R$249 por mês.
  • A Loja Integrada não cobra nada para você começar a ter seus produtos em sua plataforma. Porém, se precisar de novos recursos ou expor mais de 50 produtos, cobra um upgrade para um plano pago.
  • A WT11 oferece 15 dias grátis para você experimentar a plataforma antes de começar a cobrar pelo aluguel

Tudo vai depender de você e de como você prefere administrar sua loja virtual. Cada plataforma oferece pacotes diferentes que se encaixam em diferentes perfis de Ecommerce.

Compre sua Loja de artesanato já pronta

Se você não deseja ficar pagando mensalidade para ter sua loja virtual, uma opção mais a longo prazo é a aquisição de uma loja.

Isso é possível mesmo sem aquele conhecimento técnico que falamos anteriormente. Existem sites que oferecem esse serviço de venda de lojas virtuais, onde o cliente customiza apenas o necessário para mantê-la em funcionamento.

Nesses sistemas, não é difícil deixar a loja do jeitinho que você quiser. Como se tratam de sistemas visuais, na maioria das vezes basta clicar e arrastar para ter tudo à sua maneira.

Veja aqui algumas opções de sites que oferecem essa criação de loja virtual:

Na Box Loja você ainda tem a opção de fazer um teste gratuito, para conhecer as funcionalidades e decidir se essa é a plataforma ideal para você.

A Loja Integrada é a mais conhecida por quem tem um Ecommerce com sua própria loja virtual. Por ser gratuita e muito simples de se usar, é a preferida de quem vende na internet.

A Iluria, assim como a Box Loja, também oferece aquele período gratuito de testes. É uma plataforma mais completa que as anteriores, por isso apresenta um custo um pouco mais elevado. Mas para quem procura profissionalismo e credibilidade para o seu Ecommerce, é o lugar ideal para se criar uma loja virtual.

Construa sua própria loja de artesanato

Caso você não esteja interessado em alugar ou comprar uma loja virtual já pronta para começar a vender artesanato na internet, mas também não tem o conhecimento técnico para montar sua própria loja virtual, então você está sem opções, não é? Errado!

Hoje em dia é possível ter uma loja virtual através do WordPress, a plataforma preferida dos blogueiros. É claro que fazendo isso, você estará restrito a algumas funcionalidades, mas economizará bastante.

Vender artesanato no WordPress
Vender artesanato no WordPress

O WordPress já é visto como uma das plataformas mais fáceis de se usar, por não necessitar qualquer conhecimento de programação. Além disso é gratuita, como a maioria dos plugins necessários para tornar a plataforma em um Ecommerce.

Para fazer isso é necessária a instalação de plugins de Ecommerce. Os mais comuns são o WooCommerce, Jigoshop e o WP E-Commerce. E todos eles são gratuitos.

Todos eles apresentam diversas funcionalidades que, antigamente não eram disponíveis. Hoje, elas transformam o WordPress em uma plataforma de Ecommerce que não deixa em nada a desejar.

Aqui estão algumas das funcionalidades que os plugins de Ecommerce adicionam ao WordPress:

  • Integração com facilitadores e gateways de pagamentos como PayPal, PagSeguro, Bcash e MOIP;
  • Integração de frete com os Correios;
  • Zoom nas imagens de produtos e outros recursos especiais;
  • Ferramentas de Cross Selling e Ups Selling e outros recursos de conversão;
  • Recursos de gerenciamento de vendas, estoques e pagamentos;
  • Recursos de SEO para Ecommerce;
  • Marketing Digital e Monitoramento de conversões

A grande maioria desses plugins e templates são gratuitos, mas alguns outros são pagos. Montar uma boa loja virtual com o WordPress é mais barato que alugar ou fazer a sua própria loja do zero, mas não é inteiramente grátis.

No fim das contas acaba sendo mais econômico.

É possível montar a loja somente com plugins gratuitos, mas a aquisição de alguns pagos vai deixar a plataforma com uma cara muito mais profissional, gerando maior credibilidade para o seu Ecommerce.

Você também pode criar a sua loja online através de uma Plataforma de Ecommerce. Nós do Ecommerce na Prática, indicamos a wBuy como a melhor opção para que está começando.

Para saber mais sobre a plataforma leia também: A wBuy é boa? Veja o review completo

Redes Sociais

As redes sociais vão ser muito importantes na divulgação do seu artesanato. Mas nesse momento vamos falar de como usá-las para vendas.

Facebook

No Facebook você tem a opção de criar uma página totalmente voltada para o seu negócio, completamente diferente do seu perfil pessoal.

Vender artesanato no Facebook
Vender artesanato no Facebook

É nela que seus consumidores vão conhecer a sua marca e ir atrás dos seus produtos.

Mas como fazer a página criada ganhar o alcance necessário para que as vendas comecem a acontecer?

Não tem resposta certa para isso. A chave é produzir conteúdo regularmente e de boa qualidade. Assim você aumenta o tráfego da página e gera mais conversões.

Mas para quem está começando, é importante aumentar o alcance das publicações. Para isso é necessário um investimento, que varia de acordo com sua projeção de aumento das publicações.

Nesse artigo demos dicas de como vender no Facebook

Instagram

O Instagram é a rede social mais quente do momento. É a que ganha mais usuários e que mais vem crescendo nos últimos anos. E isso abriu um leque de oportunidades que antes não eram vistas pelos seus usuários.

É com certeza a melhor rede social para se divulgar e vender artesanato.

Isso porque é uma rede voltada totalmente para postagem de fotos. E qual o melhor jeito de divulgar um produto de artesanato? Através de fotos e vídeos.

O comércio eletrônico hoje é uma realidade no Instagram. A possibilidade de se comprar diretamente pela rede ainda não acontece, mas através dele são atraídos milhares de consumidores em potencial.

E como é feito isso? A opção de “arrastar para cima” que foi introduzida aos Stories faz com que a pessoa seja direcionada para qualquer site escolhido por quem publicou. É assim que milhares de empresas vêm usando o Instagram para divulgação e, posteriormente, conversão.

Aqui no blog também já falamos de como se vender no Instagram

Como fazer a Divulgação

Divulgar o seu artesanato não é simplesmente tirar fotos e sair postando nas redes sociais. Primeiro porque quem compra artesanato gosta de organização e é atraído principalmente pelo olhar.

Como vender e divulgar artesanato na internet
Como vender e divulgar artesanato na internet

Portanto é muito importante caprichar nas fotos. Mas só isso não é suficiente.

Quem compra artesanato geralmente tem interesse em saber a história por trás de cada elemento que compra. Tem gente que é mais ecológica, tem gente que gosta de materiais mais exóticos e por aí vai.

Por isso, na hora de divulgar o seu produto, fazer uma descrição completa de cada item a ser comercializado pode aumentar muito a chance dele ser vendido.

Informe o tipo de material utilizado, se é reciclado, se não é…

Fale sobre o processo que foi criar aquele item, quanto tempo levou, que ferramentas e técnicas usou…

As pessoas gostam de saber isso. E quando descobrirem o tamanho do tempo e dedicação que você levou para chegar àquele resultado, vai se sentir com mais vontade de adquirir o seu produto.

É tudo questão de saber vender o seu artesanato.

Como fazer a entrega do artesanato

Como não se trata de qualquer tipo de produto, fazer o seu artesanato chegar inteiro ao seu cliente pode ser uma boa dor de cabeça.

Mas não precisa ser.

No começo, entregar pessoalmente as suas produções é um ótimo meio de fidelizar clientes, pois eles saberão a cara por trás de cada produto adquirido, conhecendo o artista pessoalmente.

Mas conforme as vendas forem aumentando, será impossível ficar encarregado de todo o despacho dos produtos. Por isso, é extremamente importante fazer um seguro para fretes.

Assim, você não fica refém dos serviços de entrega caso algum dos seus produtos seja danificado no caminho até os seus consumidores.

Não adianta fazer o artesanato mais bonito do mundo se, durante o caminho percorrido até o seu cliente ele vire uma verdadeira pilha de argila.

Gostou dessas dicas? Assinando a lista VIP você recebe conteúdo exclusivo e gratuito com outras dicas de como fazer do seu Ecommerce um negócio de sucesso.

QUERO ASSINAR A LISTA VIP

A maior escola de Ecommerce do Mundo.

Compartilhar4KCompartilharTwittarPin34K Compart.

Fonte: ecommercenapratica.com/blog/como-comecar-a-vender-artesanato-na-internet-primeiros-passos

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram