Grupo Premier

oBlog GP

Cadastro Positivo: projeções de crédito para 4 setores do mercado

Cadastro Positivo: projeções de crédito para 4 setores do mercado

imagem18-03-2022-23-03-13
imagem18-03-2022-23-03-13

A nova regra do Cadastro Positivo, em vigor desde o dia 9 de julho de 2019, vai gerar muitos impactos na economia. Ao permitir o acesso de empresas a dados de pagamentos de pessoas físicas e jurídicas, será possível ter melhores informações para concessão de crédito, com faixas de score mais precisas, redução de riscos, aumento da oferta de crédito e diminuição da inadimplência e também da taxa de juros.

Esses e outros fatores têm potencial para gerar benefícios macroeconômicos como, por exemplo, aumento de 0,54% no PIB nos próximos dez anos. É o que apontam projeções feitas pela Serasa Experian. Elas foram baseadas em modelos estatísticos avançados e revelam ainda que a injeção de recursos na economia do país gerada pelo aumento da oferta de crédito pode chegar a R$ 1,3 trilhão.

Essa injeção de recursos, somada a outros impactos, como a inclusão financeira de 23 milhões de pessoas, deve movimentar muitos setores da economia. Quatro deles se destacam nessa projeção: imóveis populares, automóveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Quer entender melhor como será esse impacto? Leia a seguir!

Impactos no mercado de crédito

Para entender como os quatro segmentos apontados acima serão afetados positivamente, é preciso ter uma dimensão mais ampla dos impactos gerais que o novo Cadastro Positivo deve gerar no mercado de crédito.

Ainda dentro das projeções da Serasa Experian, o maior acesso ao crédito poder gerar um substancial aumento de consumo. Isso poderia aumentar em 19,6% o saldo do crédito bancário em relação ao Produto Interno Bruto (PIB). Ou seja, sairíamos de um patamar que, segundo o Banco Central, fechou 2018 em 47,4%, para 67% em dez anos.

 

Projeções gerais do Cadastro Positivo

Outros números projetados no longo prazo pela Serasa Experian como resultado da mudança no Cadastro Positivo são:

  • 23 milhões de pessoas a mais com acesso ao crédito;
  • 2,5 milhões de médias, pequenas e microempresas a mais com acesso ao crédito;
  • 45% de queda na inadimplência;
  • R$ 700 bilhões de aumento nas operações de crédito Pessoa Física;
  • R$ 600 bilhões de aumento nas operações de crédito Pessoa Jurídica;
  • Aumento de R$ 450 bilhões em arrecadação de impostos em 10 anos.

Crescimento do mercado de financiamento

Com todas essas projeções trazidas pelos estudos, foi possível traçar uma perspectiva para o crescimento do mercado de financiamento e entender quais os setores com mais chances de serem beneficiados.

“A partir das simulações que apontaram a injeção de R$ 1,3 trilhão em termos de novos créditos, fizemos uma projeção considerando o déficit de alguns produtos financiados nas famílias brasileiras”, explica Luiz Rabi, economista-chefe da Serasa Experian. “Usamos como referência os dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), realizada pelo IBGE, e chegamos a quatro setores”.

Para defini-los, foram utilizadas informações de inteligência de mercado e da base de dados da Serasa Experian, a maior da América Latina. Foram avaliados preços de mercado, taxas e prazos de financiamento. Os resultados são estes:

Imóveis populares

Levando em conta um preço médio de R$ 200 mil, o acesso ao crédito de uma grande parcela da população graças ao Cadastro Positivo poderia estimular o financiamento de 5,6 milhões de unidades residenciais. Um número que representa um volume de R$ 1,1 trilhão em empréstimos.

Automóveis

Partindo de um preço médio de R$ 45 mil, o mercado de automóveis nessa faixa poderá ter um aumento de vendas de 3,5 milhões de unidades. Em termos de novos financiamentos, esse volume movimentaria R$ 159 bilhões.

Eletrodomésticos

Nesta categoria, o preço médio identificado foi de R$ 2 mil. O potencial diante do aumento do crédito é de um acréscimo de 17,1 milhões de produtos vendidos a prazo, gerando R$ 34 bilhões em financiamentos.

Eletroeletrônicos

Também ao preço médio de R$ 2 mil, os eletroeletrônicos demonstraram ter potencial para 15,4 milhões de vendas a mais. Seriam R$ 31 bilhões de crédito movimentado pelo financiamento desses produtos.

Conexão Covid Radar – um ato de solidariedade

Se o momento é desafiador para empresas estruturadas como a sua, que faz uso de análise de crédito, imagina como estão produtores rurais de agricultura familiar. São muitas as famílias que precisam de apoio e ajuda, como indica a Associação de Pequenos Produtos Rurais de Lagoa e Buriti.

Conheça esse e outros projetos, ajude como puder e faça parte da comunidade Conexão Covid Radar, que reúne diversas ações sociais que precisam de suporte, auxílio e doações.

Fonte: empresas.serasaexperian.com.br/blog/cadastro-positivo-projecoes-de-credito-para-4-setores-do-mercado

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram