Grupo Premier

oBlog GP

imagem27-05-2022-04-05-58

Aumentos de abril foram pontuais e inflação não continuará subindo, diz economista • OEconomista

Compartilhar Sem categoria

Aumentos de abril foram pontuais e inflação não continuará subindo, diz economista

Autor: O Economista – 8 de maio de 2009

O aumento no preço dos cigarros e os gastos com empregada doméstica, cabeleireiro, manicure e costureira fizeram a inflação de abril altar para mais do que o dobro em relação a março. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é usado pelo governo para fixar metas de inflação, ficou em 0,48% em abril, ante os 0,20% registrados no mês anterior, segundo informou hoje (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Todos os itens que pressionaram a inflação fazem parte do grupo Despesas Pessoais, que em abril teve alta de 2,14%. Somente o preço dos cigarros subiu 14,71%. O grupo Saúde e Cuidados Pessoais foi o segundo com a maior variação (1,10%) em função do reajuste nos preços dos remédios (2,89%).

Para a coordenadora de Índices e Preços do IBGE, a economista Eulina Nunes, os aumentos de preços em abril foram pontuais e localizados e não significam que a inflação vá continuar subindo. Ela lembrou que o preço dos remédios normalmente é reajustado em abril e que os cigarros subiram por conta do reajuste do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

“O resultado de abril provavelmente é um repasse do salário mínimo, que vem sendo reajustado acima da inflação e neste ano o aumento ocorreu um mês antes do que no ano passado”, explicou.

Sobre os alimentos, a economista lembrou que a taxa de abril chegou ao mais baixo nível dos últimos meses (0,015%) e que mesmo alguns itens apresentarem preços mais altos do que no mesmo período do ano passado, a desaceleração de preços fica evidente.

Para o mês de maio, a expectativa do IBGE é de que a inflação seja pressionada pelos reajustes de preços administrados, como a energia elétrica.

O instituto também divulgou hoje o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias que ganham de um a oito salários mínimos. A taxa de abril ficou em 0,55%, bem acima do resultado de março, que foi de 0,20%.

Agência Brasil / Cristiane Ribeiro

, , , , ,

Comentários

Ainda não há nenhum comentário para esta publicação. Registre-se ou faça login e seja o primeiro a comentar.

Aprenda a organizar suas finanças, entenda mais de economia para fazer seu dinheiro render e conheça investimentos para incrementar sua renda
Aprenda a organizar suas finanças, entenda mais de economia para fazer seu dinheiro render e conheça investimentos para incrementar sua renda

Fonte: www.oeconomista.com.br/aumentos-de-abril-foram-pontuais-e-inflacao-nao-continuara-subindo-diz-economista

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram