Grupo Premier

oBlog GP

imagem25-05-2022-08-05-05

A participação do economista no governo • OEconomista

Compartilhar Profissão Economista

A participação do economista no governo

Autor: O Economista – 5 de maio de 2009

A profissão de economista no Brasil nasceu em estreita conexão com o governo e a sua participação teve um enorme crescimento a partir do regime militar. Desde então numerosos pontos estratégicos no governo têm sido predominantemente ocupados por economistas.

A necessidade do setor público de atuar sempre com uma visão macroeconômica, ou seja, ter uma visão do sistema econômico como um todo, concentra grande parte dos economistas nesta área. Isto tanto no nível federal, quanto estadual e municipal. Seu objetivo é examinar como funciona o setor público em uma economia de mercado, analisando quais funções o governo deve exercer e comparando isso com a sua real situação.

Das áreas ocupadas por economistas no governo, cinco delas merecem destaque: planejamento, orçamento, financiamento, assessoria geral e a análise de conjuntura econômica, que é a situação de variações nas atividades produtivas ou nos preços. Os economistas atuam na formulação de planos e ações, na análise de conseqüência de cada decisão político-econômica e no planejamento para desenvolver futuros projetos e a sua concretização. No campo federal a maior parte dos economistas está nos ministérios da Fazenda e do Planejamento, no Banco Central e nos ministérios setoriais. Para conquistar a vaga, precisa estar bem informado sobre o que acontece na economia do país. O trabalho é sugerir medidas, apurar resultados e avaliar índices. Já no campo estadual e municipal o economista deve desenvolver trabalhos, principalmente nas secretarias de Planejamento e Finanças, nos bancos estatais e em secretarias regionais. Nas demais áreas, ele avalia o interesse e a vantagem de financiamentos e identifica as melhores oportunidades de investimentos.

De todas as atividades que podem ser exercidas por um economista, talvez a de maior destaque esteja no setor de Planejamento das Políticas Governamentais, que tem como objetivo obter melhorias nas condições de vida da população. Assim no setor público o trabalho do economista exige cautela, pois cada análise econômica provoca também impactos políticos e sociais em um país.

Sendo muito importante a sua participação dentro de um governo, ele procura viabilizar os recursos escassos da sociedade, propondo soluções eficientes aos problemas de ordem econômica, o que torna essa uma atividade de grande responsabilidade, pois o desenvolvimento e o equilíbrio na economia dependem do mesmo. Precisamos de pessoas específicas que atuem nessa área, com cautela e habilidade, tornando-se imprescindível sua capacitação profissional.

Referências: LOUREIRO, Maria Rita. A participação dos Economistas no Governo. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/face/article/viewFile/314/251>. Acesso em 30/03/2009.

LOUREIRO, Maria Rita. Os economistas no governo. Gestão econômica e democracia. Rio de Janeiro, Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1997.

Texto produzido por acadêmicos do primeiro ano do curso de Economia da Universidade da Região de Joinville para a disciplina Introdução à Economia.

Acadêmicas: – Camila Schneider – Luana Vanessa Medeiros – Priscila de Borba – Priscilla Madeleyne da Cruz – Viviana Novakoski de Oliveira

,

Comentários

Registre-se ou faça login para comentar.

  • Ageu Batista de Oliveira

    17/06/2009 – 11:47:34

    Oi meu nome é Ageu tenho 16 anos. Bem Passando aki pra deixar meus comentários e agradecer ah todos vcs aki desse site magnifico, que me ofereceu varias informações preciosas.Mais e queria mais muito mais.Queria saber muito sobre um ECONOMISTA, quanto ele ganha, quantas horas diarias e trabalha em fim um pouco mais. Mais vcs estão de parabéns.Abraços Ageu Oliver!

Melhore sua saúde financeira e tenha uma vida melhor
Melhore sua saúde financeira e tenha uma vida melhor

Fonte: www.oeconomista.com.br/a-participacao-do-economista-no-governo

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram